BEDA flawless // BEDA #31

Acabou Agosto, acabou o BEDA. o/

Quando descobri o BEDA e entendi o desafio, eu duvidei que ia conseguir postar até o final. Juro. Um dos pensamentos mais recorrentes na minha mente maldita era: “ah, tranquilo… se não rolar você para de postar. O blog é seu você faz dele o que quiser”. Mas não. Postei os 31 infinitos dias de agosto.

bolt

Nesses 31 dias, tive muitos aprendizados e recompensas maravilhosas. Tão bom fazer algo que a gente gosta. Olhem só.

1. Entendi e aprendi a usar melhor o SEO 

SEO era um bicho de sete cabeças para mim. Sabia que era importante, via as coisas acontecendo (aka pessoas chegando até meu blog), mas não entendi bem o porquê. Pesquisei sobre títulos, metadados, palavras-chave, organizei as páginas internas do blog, categorias, tags, arrumei uns posts antigos e hoje acho que tô melhorzinha nisso, hehe.

2. Me aventurei mais no PhotoShop

O PhotoShop para mim é um bicho de 78 cabeças, sério. Eu tenho ~noções~ de imagem, mas mexendo em ferramentas beeeem menos complexas, mas também que entregam beeeem menos qualidade do que se feito no PhotoShop, hahaha. O BEDA me fez tirar algumas fotos para divulgar os posts no Instagram, tratei as fotos, fiz montagens para postar aqui, enfim. 🙂

3. Descobri gifs e memes incríveis

Afinal de contas, foi uma experiência incrível para alimentar minha pasta que cultivo com muito amor e carinho.

shampoo

esse gif apareceu em 2 posts então significa que significa

4. Escrevi sobre temas mais sérios, mas também escrevi sobre vários nada

Dos temas “sérios”, coloco aqui dois posts úteis: um foi sobre café moído na hora e outro foi sobre shampoos. Dos vários nada, fiz um post sobre meus dias ué.

5. O post mais visto do BEDA

Foi aquele sobre FoMO – Fear of Missing Out, com tweets antigos do Neymar. A internet é maravilhosa, mas ao mesmo tempo desgraça nossa vida, né? :~

Screen Shot 2017-08-28 at 12.26.11 AM

6. Conheci blogs incríveis

Um dos intuitos em escrever pro BEDA, foi o de conhecer blogs do jeito que eu gosto. A blogueiragem do jeitinho antigo, sabe? Antigamente era tão legal quando os blogs eram queridos diários. Descobri blogueiras incríveis, das quais me tornei leitora assídua. Indico para vocês:

7. Recebi comentários de leitores maravilhosos

Own, vocês! ❤

O BEDA foi uma experiência muito bacana, a Roberta de 15 anos ficou muito feliz em escrever “querido diário” para vocês esse mês. A Roberta de 27 prometo não abandonar esse cantinho que eu tanto gosta por tanto tempo, tá? Ela também disse que vai levar o hábito de postar frequentemente como medalha de honra ao mérito por ter participado desse projeto, eheh.

Obrigada pelo carinho de sempre!

 

Me encontre aqui também:

Facebook | Instagram 

20431177_10155557924597556_19488188861920874_n (1)

Continue Reading

Infográficos do café // BEDA #30

Aloka do café chegou de novo! o/

Gosto demais da bebida, compro grãos especiais (me recuso a falar “gourmet” pois ô palavra viralizada uó), moo (como fala moer na primeira pessoa do singular no presente do indicativo?) a quantidade de grãos que vou consumir na hora, preparo minha dose pela manhã e VRAU! Pronta pra viver!

Tenho uma pasta no Pinterest só com referências sobre café. Quem quiser dar uma olhada, é só clicar aqui.

info1 info2 info3

Fiquei dando uma olhada nesses infográficos e me dei conta de que diminuí o consumo da cafeína naturalmente agora nas férias. O fato de não trabalhar me dá a sensação (meio que inconsciente) de que não preciso estar sempre alerta e posso curtir a vida com mais calma.

Isso poderia acontecer de segunda à sexta, durante 11 meses do ano, né?

Sonho meu.

 

Acompanhe o blog nas redes sociais:

Facebook | Instagram 

20431177_10155557924597556_19488188861920874_n (1)

 

Continue Reading

Egotrip // BEDA #29

Em Julho fui a um encontro de profissionais de conteúdo publicitário. Foi bacana, eram pessoas que trabalham na área, interessadas em ouvir palestras de pessoas que também trabalham na área. Ok.

As palestras começaram com duas mulheres, depois veio um cara, depois outro cara, ok.

Num dado momento do dia, o apresentador do evento anunciou o cara da palestra X, disse que se falaram pela manhã e aquela seria uma das melhores palestras da vida dele. Ok.

Entra o cara. Expectativa da plateia lá em cima. O cara diz que mudou completamente o roteiro da palestra dele naquela manhã porque resolveu ~ouvir a sua intuição~. Estava tudo pronto sobre outro tema, mas ele desistiu, achou melhor seguir por outro caminho.

Começou contando um case de sucesso que a agência em que ele é diretor de alguma coisa fez, contou que ganhou vários leões de Cannes, que ganhou alguns prêmios pelo Brasil, que levou uma unidade de uma agência foda de São Paulo para o Rio Grande do Sul, que ganhou muito dinheiro nesse tempo e que tem todas as justificativas plausíveis para ninguém mais abrir agências de publicidade. Por fim, contou que o grande tesão da vida dele está no negócio recente que abriu com o seu irmão, porque viu propósito, viu que o ramo alimentício hipster (ces tem alguma dúvida de que se trata de hamburgueria?) dá mais dinheiro que qualquer coisa, afinal de contas o irmão tinha vontade de trabalhar e ele tinha grana para bancar o negócio. Fim.

Como pode esse mundão publicitário de meldels faltar tanto divã pro povo despejar essas egotrip?

egotrip

 

Me encontre aqui também:

Facebook | Instagram 

20431177_10155557924597556_19488188861920874_n (1)

 

 

 

Continue Reading