Magra Chique: Natália Puente

O Magra Chique de hoje foi feito com um carinho especial por vários motivos.
Primeiro porque fiquei super feliz esses dias em receber uma mensagem de um amigo – amigo do sexo masculino! Sempre achei meu blog de menininha e fico feliz em saber que tenho homens lendo meus posts – que lê meu blog e disse que gosta dos assuntos que abordo aqui. O reconhecimento das pessoas pelo que você faz é impagável. 🙂
Segundo porque esse mesmo amigo disse que recomendou o blog para a mãe e irmã dele e olha só quem veio parar aqui: a irmã dele! hahaha. E com uma história de emagrecimento incrível!
E terceiro porque, depois de várias entrevistas no Magra Chique, a história da Natália com certeza foi a que eu mais me identifiquei. Em conversas via facebook andamos trocando várias figurinhas e eu disse para ela que nosso processo de engorda teve muita coisa em comum: as tentações de lanches de carrinho de Pindamonhangaba, a vida fora de casa em cidade grande, a facilidade das comidas prontas/fast foods, mamães cozinheiras de mão cheia, a busca por receitas alternativas, pulmão doendo e estresse com os outros por não conseguir fazer atividade física e por aí vai…
Chega de lenga-lenga e vamos lá!

1. Quanto você emagreceu e em quanto tempo? 
Meu processo de emagrecimento foi bem lento. Eliminei um total de 25kg em mais ou menos um ano. Confesso que não contei o meses certinhos do período de dieta e também não contava mês a mês cada quilo que perdia. Coloquei uma meta na minha vida e não me prendia aos meses, mas o que eu queria eram os quilos totais, sou bastante ansiosa, então isso me ajudou a não perder meu foco e aconselho para as pessoas que tentem fazer o mesmo, pois realmente funcionou em meu caso.
2. Como você se sentia quando estava acima do peso e qual foi o “start” para querer emagrecer? 
Na verdade, eu não ‘percebia’ que estava acima do peso. As pessoas me falavam que eu estava engordando, mas eu fingia não escutar por medo. Usava muitas blusas largas e não gostava de me ver em fotos, mas na minha cabeça, tudo era reflexo da minha ‘baixa-estima’ e não reflexo do aumento repentino de peso que tive, já que na adolescência eu era magra. 
Meu ganho de peso se deu depois que mudei para São Paulo, o fato de ir para uma cidade grande totalmente diferente de onde eu estava acostumada a viver mudou toda minha rotina e qualidade de vida. Por exemplo, na época não havia fast food em Pinda, em São Paulo temos um a cada esquina. Em Pinda o ritmo de vida é muito menos acelerado do que em São Paulo, então aqui corremos menos com nossos afazeres, sentamos para comer com calma e temos tempo o suficiente para fazer atividade física. Em São Paulo, além de fazer faculdade, trabalhava, parei totalmente com as atividades físicas e só comia fast food. 
O resultado disso? As fotos dizem, hahaha. Nessa época meu marido (até então namorado), estava na mesma vibe, então nada nos ‘freava’. Tudo começou a mudar quando decidimos casar, olhei para as minhas calças jeans e percebi que não vestia mais 40, mas sim 46 e pensei em como eu acharia um vestido de noiva que me agradasse e me fizesse sentir bem e se eu não estava bem comigo mesma. 
Esse foi meu start, todos estavam avisados que eu só casaria se já tivesse conseguido emagrecer pelo menos 10kg. Minha sorte foi que meu marido também estava acima do peso (pecado eu falar isso, eu sei, rs) e nos ajudamos juntos. Todo nosso período de dieta fizemos juntos, saíamos de casa os dois com lancheirinhas e nos permitíamos jacar juntos também, rs. Esse apoio mutuo foi muito importante para nós dois. 
No dia do casamento eu já tinha perdido 20kg, os outros 5kg vieram depois da vida de casada, porque ai já estávamos mais que habituados com nosso novo estilo saudável de ser, rs. 
3. Você já tinha tentado métodos “não-saudáveis” antes para emagrecer? 
Sim, mas não na minha fase mais gorda, rs. Desde criança eu sempre fiz ballet, mas sempre tive muita dificuldade de aceitar meu corpo (mesmo sendo magra na época), então fazia de tudo para ficar cada vez mais magra. Como não me via gorda (quando de fato estava), nunca tentei fazer essas dietas malucas, fugia de tudo que mencionava peso, alimentação e academia por medo que tinha, mas quando decidi que era a hora de voltar a vida saudável que sempre tive, fiz da maneira mais saudável que pude: acompanhamento nutricional, exercícios físicos de domingo a domingo e depois que já tinha emagrecido uns bons quilos, fazia drenagem e modeladora também.
4. Depois de ter emagrecido, quais foram os benefícios para a sua saúde e como você se sente esteticamente agora?
O primeiro e maior  beneficio de todos foi casar, hahahaha. 
Muita coisa mudou. Tinha muita dor de cabeça, na verdade, crises de enxaqueca. Com a dieta alimentar mais equilibrada, elas praticamente sumiram. Hoje me incomodam só no nosso período mais calmo do mês, rs.
Tenho bronquite e com a mudança para São Paulo, ela também piorou muito. Com a eliminação dos quilos, ela melhorou consideravelmente. Sem contar a disposição, vontade e ânimo para seguir com as atividades do nosso dia a dia. Sinto diferença inclusive na irritabilidade que eu sentia, que hoje é bem menor (claro que se vc perguntar para o meu irmão, ele não vai concordar com isso, kkkkkkk. Coisas de irmãos, rs).
Esteticamente me sinto muito melhor. Voltei a gostar de tirar fotos e mudei o cabelo, me arrumo mais no dia a dia também.
O legal também é perceber que vc acaba ‘contagiando’ as pessoas que estão mais próximas de vocês, como meu primo Otavio que passou a amar também o estilo de vida saudável. Hoje um dá força para o outro quando vem aquela vontade de jacar no meio da semana ou de faltar no treino, rs.
foto de noiva diva! hahaha


5. Você descobriu algum alimento ou receita durante a dieta que não gostava e que hoje em dia não abre mão?
Alimento ou receita que eu não gostasse, na verdade não. Em casa, minha mãe sempre nos ensinou a comer coisas saudáveis. Sempre fez muita salada, legumes refogados, sopas tudo com pouco óleo, e as extravagancias eram só de finais de semana, rs, então na verdade o que aconteceu foi que eu tinha desacostumado a comer essas coisinhas saudáveis que fazem tanta diferença na nossa vida.
É claro que quando estamos de dieta, sempre descobrimos algumas receitas que salvam nossas vidas naquela vontade incontrolável de comer um pãozinho de padaria quentinho ou um docinho, rs, então aprendi a fazer os pãezinhos e bolinhos de micro-ondas, voltei a ter o habito de cozinhar em casa e procurar sempre uma receita alternativa.
Uma coisa que comecei a consumir e hoje como não apenas pela dieta (que sempre mantenho durante a semana para poder ficar mais tranquila no final de semana), mas pelo prazer de comer, foi tapioca e sempre vario nos recheios. O suco verde também aderi porque me ajuda a eliminar bastante liquido.
comidinhas marotas da Natália

6. E com relação a atividade física, você também fez alguma descoberta que antes não gostava e que hoje em dia gosta muito e sente prazer em fazer?
Corrida. Descobri meu amor por este esporte!!!
Como amo a sensação de me doar inteira quando estou correndo e amo mais ainda a sensação pós corrida!!!
Para mim foi um grande obstáculo vencido. Quando estava acima do peso, como disse antes, a bronquite piorou demais, e ela ataca bastante quando faço muito esforço físico e nessa época eu não aguentava correr 30 SEGUNDOS direto. Aos finais de semana, meu marido saia comigo para rua ou parque e me fazia forçar meu pulmão para ele se acostumar com o desconforto da atividade e eu brigava muito, muito com ele ao ponto de ficar sem falar com ele por um tempo, rs, e me lembro de falar para ele: “Nossa, quando eu conseguir correr 5 minutos direto, vou ter realizado meu sonho”. Hoje sou imensamente grata, principalmente por ele nunca ter desistido de me ajudar.
Atualmente faço parte do grupo de corrida da nossa cidade, já consigo correr por mais de 1 HORA direto e estou me preparando para uma meia maratona.
Desculpe usar o espaço dessa pergunta para isso, mas não posso deixar passar em branco, rs: Obrigada amor por todas as broncas, por me apoiar e nunca desistir de mim! Amor eterno!!!

7. Em algum momento da sua dieta + emagrecimento você teve momentos difíceis, em que o peso estagnou e você desanimou? Qual foi a solução para superar isso?
Os meus momentos difíceis eram sempre os de maiores ansiedades. Ao contrario de mim, meu marido é extremamente calmo e tranquilo, então mesmo quando estávamos passando por alguma coisa mais pesada na vida pessoal, ele mantinha a calma e a dieta e continuava perdendo peso e eu, me agitava, angustiava e meu peso estagnava.
A estratégia foi a nutricionista mudar nosso cardápio todo mês (para não acostumarmos com os mesmos alimentos), mas mais importante que isso, eu aprender a ter calma para resolver as coisas e controlar pelo menos um pouco minha ansiedade, rs.


Agora as “mulherzices”. Os segredinhos de beleza! 😉
8. Quais são seus produtos indispensáveis para os cuidados da pele?
Para ser bem sincera, não me considero muito vaidosa, na verdade sou bem pratica, rs, mas não dispenso um sabonete adequado para a pele do rosto (lavo com o sabonete três vezes ao dia), protetor solar, com oil control para a pele não ficar oleosa e como já passei dos 25, rs, não abro mais mão dos anti-idade, rs.
Consideração pessoal: não sei se é um exagero da Natália esse lance de “passei dos 25”, mas o tapa com luva de pelica foi bem dado, hahaha. Em menos de 6 meses sou EUZINHA na casa dos 25. 😛
9. E suas maquiagens favoritas? (aqui vale sombra, batom, máscara para cílios etc, falando cores e marcas dos produtos)
Sou bem básica e confesso que tenho preguiça de me maquiar todos os dias, mas quando chego no meu trabalho e me olho no espelho, sei o quão é necessário e lembro que tenho que estar linda para atender minha clientela, rs, então uso sempre uma base boa, pó, bastante mascara de cílios para levantar o olhar e blush (sempre no tom bronze, não gosto de rosa ou avermelhado). Agora o “plus’ da make, depende muito do meu estado de espírito: tem dia que uso delineador, tem dia que prefiro uma combinação básica de sombra. Uso os produtos de várias marcas, mas sou apaixonada por Quem disse Berenice e Mac.
Agora, batom, rs, quase nunca uso, prefiro ficar o dia a dia na manteiga de cacau mesmo, rs.
10. E os cuidados com o cabelo, você tem algum segredo/produto baphônico?
Eu mesma não tenho nenhum segredo baphônico, até mesmo porque não tenho conhecimento para isso, rs. O que tenho é um primo baphonico, hahahaha. Thiago, ele é hair staylist, então ele que cuida do meu cabelo. Ele quem decide corte, cor e me avisa quando tenho que hidratar e matizar (agora que estou loira, rs), mas se depender de mim, é só o shampoo e condicionar básico mesmo, rs.

E agora a cereja do bolo: a satisfação feminina em ficar bem nas roupas! <3

11. Existia alguma peça de roupa que antes você não conseguia usar, ou que não se sentia segura, e que hoje em dia usa e arrasa?
Váriassss, rs. Mas acho que vai mais do poder ‘brincar’ mais com as combinações sabe? Saias, vestidos, calças mais justas com jaquetas mais apertadinhas, enfim, o fato de experimentar, se olhar no espelho, gostar e poder brincar com algumas peças diferentes. Acho que o mais gratificante de ter iniciado um projeto de emagrecimento é que esse projeto se transformou em um projeto de saúde! Antes, emagrecer era o único objetivo e agora, depois de atingido, sobrou apenas um amor pelo estilo de vida saudável e isso me deixa muito feliz e satisfeita. Hoje penso sempre na saúde e o corpo fica em segundo plano.
Para quem não conseguia correr 30 segundos e agora está se preparando para correr uma meia maratona, não preciso falar mais nada, né? hahaha
Ah! E o quarto motivo por esse post ser especial (não quis enrolar vocês no começo do post, kkkk) foi pelo fato de a Natália ter sido tão fofa e tão prestativa em responder as perguntas da entrevista, já que ela mesma disse sobre a dificuldade em falar do antigo peso e mostrar as fotos gordinhas. Ela nunca tinha falado sobre isso pra alguém desse modo tão “exposto”.
Muito obrigada por participar desse post e saiba que, além de linda, sua história é um exemplo incrível de superação e inspiração para quem está nessa batalha do emagrecimento.
Espero que tenham gostado!
Um beijo!
Facebook Comments