Sobre ser e parecer ser

Parece-me desnecessário ter que dizer em legenda de fotos no Instagram que “hoje foi dia ruim” e pessoas se espantarem com essa afirmação. Todo e qualquer ser humano que habita este planeta tem dias ruins, seja ele quem for. Somos humanos, não máquinas.
Acontece que nesse mundo de relações via redes sociais as pessoas parece que perderam a essência humana e viraram verdadeiras máquinas de esbanjar felicidade, beleza, riqueza e bem estar.
Certa vez me disseram que para eu “crescer” na internet eu tinha que fazer muito mais, mostrar muito mais resultado, pois perfis de pessoas que perderam peso existe aos montes. Oi? Posso ser quem eu sou? Do meu jeito, de acordo com a minha realidade?
É justamente esse o modo de vida “parecer ser”. É família perfeita, é roupa linda, é barriga trincada, é parceria com fulano de tal, é felicidade full time. Eu não gosto de parecer ser alguém, parecer que faço tal coisa, eu simplesmente SOU e FAÇO tudo que está ao meu alcance.
Eu acordo mal humorada, eu morro de preguiça de treinar (principalmente nesse friozinho que vem chegando), eu como pão com manteiga e coca cola quando me dá na telha e assim vou vivendo satisfeita, SENDO E FAZENDO o que me faz feliz.
Que tal vivermos nossos dias bons e os ruins, sem ter que aparecer ao mundo em meras fotos e legendas como esbanjadores de felicidade suprema? Se até o cabelo tem dia torto, por que pessoas não teriam?
Facebook Comments