TAG: Comida // BEDA #12

Se tem uma pergunta que eu NUNCA sei o que responder é qual é minha comida favorita. Eu gosto de comida. Fim. 😛

Mas tá, tem hora que a gente vicia em algumas coisas e dá até para falar que são as preferidas do momento. Como eu gosto de comer, resolvi falar um pouco disso fazendo essa tag.

1. Qual era sua comida favorita quando criança?

Gemada. Sério. Eu amo gemada e enchia muito o saco da minha mãe para fazer pra mim. Mas, minha mãe muito consciente da filha gordinha, dava uma segurada na filhota e por isso criou uma regra: gemada só no dia do aniversário, com raras exceções.

2. Qual comida te gera uma lembrança boa?

Arroz e feijão da minha mãe. É inigualável.

3. Qual é a receita de família que mais faz sucesso na sua casa?

Massas. Família italiana é aquela coisa, né? Minha mãe arrasa demais nas massas frescas! <3

pasta

4. Qual é sua comida salgada preferida do momento?

Pizza.

pizza

5. Qual é o seu doce preferido do momento?

Acho que chocolate, apesar de não ser tão chocólatra assim. Almoçar em restaurante de segunda à sexta e ver aqueles chocolatinhos vagabundos no caixa tem sido meu exercício mental por não comer/não gastar desnecessariamente. The struggle is real. 

6. E a bebida preferida do momento?

Água com gás e limão. Amo.

7. O que você não gosta de comer de jeito nenhum?

Ervilha em lata. Eca!

8. Qual é o seu restaurante favorito?

Eu e meu namorado andamos numa fase VICIADOS no Hambúrguer do Seu Oswaldo, no Ipiranga, em São Paulo. Lanchonete simples de tudo, com poucas opções no cardápio, preço justíssimo e um hamburguinho simplesmente sensacional! <3

Só de lembrar do molhinho de tomate e da maionese caseira de lá me deu água na boca.

hambúrguer do seu oswaldo

9. O que você considera uma comida estranha e que adora comer?

Bife de fígado. Me julguem.

Ew summer

10. O que você e seus amigos gostam de comer quando saem?

Hambúrguer. A gente é muito trendy.  ¯\_(ツ)_/¯

 

Fiquem à vontade para responder a TAG, vou adorar ler e conhecer um pouco mais dos gostos de vocês!

Besos com quesos! 😀

 

Me encontre nas redes sociais:

Facebook | Instagram 

 

20431177_10155557924597556_19488188861920874_n (1)

Continue Reading

Nós não nascemos em formas de pudim

passo_a_passo_pudim_f_017

Aposto que você chegou aqui porque viu a foto desse pudim todo malemolente que seduz toda e qualquer pessoa.

Mas não é de pudim que vamos tratar no post de hoje.

Primeira consideração que quero colocar para o mundo – e talvez a mim mesma – é de que nós não nascemos em formas de pudim. Ninguém nasce igual ao outro, nem mesmo os pudins. Uns saem mais queimados, outros com mais calda, outros mais furadinhos, outros mais lisinhos, mas todos eles possuem o aspecto doce que os tornam especiais.

A segunda consideração é que cada ser humano, com seus furinhos, lisuras & queimadinhos também tem o aspecto doce que o torna especial. Sem isso o mundo seria cinza, salgado e quadrado. As cores, os sabores e os amores não existiriam.

Uns nascem na fornada dos superdotados, outros na dos criativos; outros na leva comunicativa, outros na da teoria pura e seca. As fornadas de qualidades humanas são tão inúmeras que sequer em escala gigantossaura industrial daria para moldar tantos seres iguais para colocá-los na vitrine.

Portanto, caro mundo, não me exija ter uma maestria nivelada pela dos superdotados, ser teórica como as páginas de uma doutrina, ser perfeita como uma função de Excel, ser um pudim como o que já está na vitrine da padaria.

Do forno onde saí só coube uma forma, com uma receita: a minha.

 

Acompanhe o blog nas redes sociais:

Facebook <3 Instagram <3 Twitter <3 Snapchat: robertaluglio

Continue Reading