26 coisas sobre os meus 26 anos

  1. Take it easy – a vida não merece ser levada tão a sério.

relax

2. Você não é obrigado a nada.

3. Impossível agradar todo mundo – alguns santos foram feitos para não baterem com o seu.

4. Acorde cedo e aproveite o dia.

blair wake up

5. Uma alimentação saudável vale mais do que qualquer fórmula promissora da longevidade.

6. Faça atividades físicas por pelo menos 30 minutos ao dia. Seja ela qual for.

exercite-se

7. A vida é um espelho – don’t worry.

8. Prefira aos poucos e bons.

9. Ouça mais o seu coração – por mais que seja preciso tapar os ouvidos para a opinião alheia.

10. Ouça menos os seus pais – e isso não significa não ouvi-los.

11. Procure oportunidades e esteja disponível a elas.

12. Agrade-se. Isso já é suficiente.

dontlike

13. Mude. Muito e sempre.

14. Convide apenas pessoas próximas e queridas – volte ao item 2.

15. Preste atenção nas pessoas.

16. Seja legal com os seus vizinhos – eles são as pessoas mais próximas na hora do sufoco.

17. Mais prática e menos teoria – por mais que o mundo diga o contrário.

18. Use menos maquiagem – você é linda de qualquer jeito.

viola

19. Não relate suas fraquezas ao mundo. Ninguém precisa saber delas.

20. Seja seguro nos seus atos – ou pelo menos finja que é.

21. A vida se encarrega pela seleção natural – só fica quem tem que ficar.

22. A timeline do facebook não é divã de terapeuta.

facebook_comp

23. Vá ao terapeuta.

therapy2

24. Visualize atitudes inimigas e não caia nelas.

25. Repare nas entrelinhas – elas tem muito a dizer.

26. Faça por onde e pela sua felicidade. Seja lá o que for.

happy3

 

 

Acompanhe o blog nas redes sociais:

Facebook <3 Instagram <3 Twitter <3 Snapchat: robertaluglio

Em um relacionamento aberto com a corrida

Em 2014 eu corria muito e tinha o maior orgulho de falar sobre e viver intensamente a vibe maluca que é a corrida. Um dia sedentário, no outro um atleta de verdade. É assim que os corredores se sentem.

Sair de casa para correr é quase um ato heroico para provar a si mesmo de que é capaz do que quiser. Era assim que eu me sentia.

Depois de feita a atividade física, bate um mix de dopamina, serotonina e sei lá qual -ina a mais que proporciona um barato muito louco. Bem estar, felicidade, alegria e muitas outras dorgas naturais do próprio corpinho. Era assim que eu me sentia.

Rodar muitos k’s, baixar pace, bater RP, quebrar na prova e muitas outras gírias faziam parte do meu dia-a-dia e hoje em dia não fazem mais. Eu não me sinto mais assim.

2015 foi um turbilhão emocional na minha vida e isso fez com que minha vida atlética fosse afetada também. Mimimi? Alguns dirão que sim. Mas pra mim corrida é vontade, é tesão, é motivação, é inspiração pura. E isso fica muito mais fácil de se conseguir quando o emocional está em dia.

Em meio a trancos e barrancos, fui levando a vida de “corredora”, rodando bem menos k’s, sem bater RP nenhum, com pace confortável e quebrando em muitos treinos. Assim eu e a corrida estabelecemos um relacionamento aberto. Sabem… daqueles que rola quando dá?

Reparem que não mencionei as provas de 2015 e quem me acompanha nas redes sociais deve ter percebido que a quantidade de fotos em provas quase foi zero. Durante o nosso relacionamento aberto, descobri que não preciso de prova para querer correr. A busca por uma vida saudável, correndo ou não, vai muito além de ter uma prova foco e uma planilha a ser cumprida.

Todo esse aprendizado com a nova forma de relacionamento foi difícil, me deixou por muitas vezes frustrada, desanimada, desmotivada, mas foi importante. E digo mais: foi excelente.

Foi excelente para eu aprender que não existem regras e que o essencial é estar em constante movimento, seja ele qual for.

Aproveitando o novo ano, fica aqui uma vontade – acho promessa forte demais – para 2016: voltar a vida de corredora à tona, com muita corrida, treinos, provas, hormônios do bem e os amados quilômetros que me deixavam, acima de tudo, viva.

Aprochegue-se mais e com tênis no pé, 2016! 😀

corrida
Os primeiros 5k de 2016: muita dificuldade, ofegante e com a meta de melhorar nos 10k. 😉

 

Acompanhe o blog nas redes sociais:

Facebook <3 Instagram <3 Twitter <3 Snapchat: robertaluglio