tipo Furacão 2000

2018 começou tipo Furacão 2000: elas estão descontroladas.

Tem muita coisa legal acontecendo por aqui, mas ainda não posso falar a marca que tá patrocinando isso, RYSOS. Não tem marca nenhuma, não, gente, é só mandinga da minha cabeça mesmo. MAIS RYSOS.

Mas olha, uma das coisas que tem acontecido e que meu assessor me permite dizer – inclusive encho o peito de orgulho pra falar, é: que coisa do caralho é essa tal liberdade – tá liberado falar do Só Pra Contrariar?

A minha tour atual tem sido redescobrir coisas prazerosas para fazer, que por algum tempo acabei deixando de fazer ou então fazia acompanhada. Meus finais de semana tem sido full time dedicados a mim/euzinha: assisto a um filme bacana, coloco minhas leituras em dia, coloco os vídeos dos meus youtubers favoritos em dia também (millennial, né, mores?), saio para tomar um café delícia em algum lugar, encontro amigos que há tempos eu não via, tomo bons drinks, vou almoçar na casa de alguém, descubro música nova – como eu gostava de fazer isso, MELDELS!!1!1 Minha adolescência foi toda baseada em descobrir música nova nas comunidades do Orkut, nos MySpace da vida e compartilhar cazamiga. Por que caraglios eu parei de ser a freaking-buscadora-de-músicas? Eu não sei.

sozinha

Aliás, aproveitando o momento, olhem só as indicações ao Oscar Caneca meio Cheia de Janeiro:

– Filme: Lion – lindo, lindo, lindo! Tem no Netflix.

– Música/Álbum: New Found Glory – Sticks and Stones (álbum antigo, mas muito amor)

– YouTuber: tô amando os vídeos da Luisa Accorsi. Tão inteligente, fina, elegante e meiga que afe. ❤

– Livro: tô terminando a biografia da Rita Lee ainda, acreditam?

 

Além de tudo isso, voltei a me exercitar for real. Já to praticando uma rotina de treinos desde a última semana de Dezembro e ela consiste em: treinos funcionais, corrida e bike. Amo.

Ainda nessa vibe all by myself, nos próximos 5 dias passarei por uma experiência “meio única” na vida: vou viajar sozinha para o Rio de Janeiro. Meio única porque já viajei sozinha, claro, muitas vezes (vide as idas e vindas há 8 anos da casa dos meus pais no interior) e também já fui várias vezes para o Rio de Janeiro, mas não como agora. Sempre tive um motivo, lugar, coisa pra fazer, gente pra encontrar. Dessa vez vai ser total freestyle.

Um dia, à noite, deitada para dormir, estava pensando o que fazer nos tais 5 dias que caíram totalmente do céu e achei que tava na hora de um reset daqueles. No dia seguinte já estava com passagem comprada e hostel bookado.

Foi uma das decisões mais rápidas e mais acertadas que já fiz na vida.

rj

Bem vibes Dora Aventureira e é isso aí.

Se a viagem for sucesso, prometo que volto aqui e escrevo um post contando como foi a experiência. Se for flopada, melhor não, hahahahah.

2018, pode vir furacão que to 110% preparada. ❤

 

*Me segue lá no Instagram para você acompanhar tudo em tempo real!*

 

Facebook Comments

Leia também